Skip to Content

27 out

Rolls-Royce – Salão do Automóvel de Paris 2012

Por

NÃO BASTA CUSTAR CARO, TEM QUE TER TRADIÇÃO!

A Rolls-Royce está apresentou três novas edições de suas limousines da série Phantom, Phantom Drophead e Ghost no Salão do Automóvel de Paris 2012. Os carros de luxo de inspiração Art Decó de luxo são colocados em seu estande e tivemos a chance de vê-los mais de perto, ciceroneados por uma bela consultora da marca, britânica, obviamente!


Os modelos foram equipados com um estilo retrô e com cores que imitam o período Art Decó que se originou em Paris e durou entre 1920 e 1930.  Agora a Rolls-Royce acrescentou um conjunto de temas de cores inspiradas no Art Decó em três modelos, com a novidade de que os clientes terão permissão para construir seus próprios carros de arte personalizados Art Decó!

 

Rolls-Royce Phantom Art Deco
O Phantom aparece agora disponível com a com Infinity Black, Arabian Blue, Powder Blue ou Arctic White.  No interior, o Phantom recebe acabamento do couro Arctic White com detalhes em preto, com bordados At Decó contrastando no encosto de cabeça, aplicações no painel em Black Piano envernizado. O Phantom ostenta ainda o símbolo iluminado na ponta do capô frontal, o “Spirit of Ecstasy”.

Olhando de frente, pode-se notar uma grande diferença nos farois, que agora possui luzes de LED diurnas. O detalhe das lanternas também foi modificado, contando agora com apenas uma luz em formato retangular, que substitui a redonda utiliza anteriormente. De acordo com a marca, a linha Phantom é a primeira a incluir LED de série.

O sistema de navegação foi redesenhado para 2013 e agora possui uma tela de 8,8 polegadas alargada. Ele possui mapas 3D com topografia da paisagem, visitas guiadas e pontos avançados de interesse, bem como o planejamento de rotas compostas. Sistemas de câmera frontal, traseira e vista-top são itens de série para facilitar o estacionamento  Phantom – grande como um barco.

De acordo com a tradição da Rolls-Royce, o Phantom usa um enorme motor V12, naturalmente aspirado. Ele desloca 6,75 litros e produz 453 cavalos de potência @ 5.350 rpm e 73,4 mkgf @3500 rpm. O que há de mais recente no modelo é uma transmissão automática de oito velocidades, que ajuda a tração traseira do Phantom, que faz de zero a 100 km/h em menos de seis segundo, apesar do enorme peso do sedã de aproximadamente 2,6 ton.

O Rolls-Royce Phantom é um sedan super-premium verdadeiro, completo, com amplo poder, tamanho e luxo. Os compradores podem querer considerar o Bentley Mulsanne , Aston Martin Rapide , Porsche Panamera Turbo S, Maserati Quattroporte ou Mercedes-Benz S65 AMG .

Rolls-Royce Phantom Drophead Art Decó

Se você andava procurando o máximo em opulência e luxo ao ar livre, não procure mais do que o Rolls-Royce Phantom Drophead Coupé. Ele combina antigos elementos como um interior construído à mão com um motor totalmente moderno e as mais recentes conveniências para criar um conversível verdadeiramente único.

Na frente, foi inserida uma versão moderna da grade tradicional do Rolls-Royce comfaróis retangulares e luzes LED em execução.

Apesar de sua quase ser quase tão grande e pesada como a de um um Chevrolet Suburban , o Coupé Drophead é capaz de sair  flutuando ao fazer de 0 a 100 km/h em menos de seis segundos, graças a uma enorme motor V12 de 6,75 litros . A fábrica põe para fora 453 cavalos de potência e um 73,4 mkgf de torque impressionante – dos quais cerca de  75 % da produção de pico do torque, está disponível em apenas 1.000 rpm. Enviando todo o poder do motor para as rodas traseiras está um caixa de marchas atuomáticas de oito velocidades, que é lançamento mais recento do ano para o modelo.

A Rolls-Royce Phantom Drophead Coupé não é um cupê em tudo, mas, um super-luxo conversível, encontrando muito poucos concorrentes que oferecem essa combinação única de tamanho, poder e luxo. Os compradores podem querer considerar o Bentley Continental GT C, no entanto, se o Rolls não for o carro para eles.

 

Rolls-Royce Ghost Art Decó

Tudo na vida é relativo, e talvez nenhum carro ilustre tanto esse ponto de vista tão eficaz como o Rolls-Royce Ghost. Embora seja tecnicamente o “carro de entrada da marcal” Rolls-Royce,  o preço básico do Ghost de US$ 250.000,00 o coloca na estratosfera do mercado global de automóveis. Apesar de que pelo preço, o sedã realmente pode ser considerado um bom negócio, pelo menos em relação ao resto da sequência de modelos Rolls – o Ghost oferece mais potência, melhor dirigibilidade e e quase tanto espaço e prestígio como o Phantom por cerca de US$ 130.000,00 a menos.

Enquanto o Phantom Coupé é comercializado como o para ser dirigido por um motorista, o Ghost é diferente. Vem equipado com um motor V12 sob o longo capô, de 6,6 litros twin-turbo e injeção direta, produzindo uma potência de 563 cavalos (110 cavalinhos a mais do que o Phantom) e 79,4 mkgf de torque. Com uma caixa de velocidades automática de oito velocidades prontas para enviar toda a potência para as rodas traseiras, o sedã é capaz de acelerar de 0 – 100 km/h em 4,7 segundos. A economia de combustível provavelmente não é uma preocupação para os compradores do segmento de ultra-luxo.

No interior, o Ghost apresenta uma cabine adequadamente opulenta e palaciana que está embalada até as bordas com couro macio, acabamento em madeira fina e gadgets diversos. Destaques da lista de características padrão incluem um sistema de navegação, um sistema de aúdio prêmio de 16 alto-falante, massageadores nos assentos dianteiros, o poder de fechamento automático das portas traseiras, quatro zonas de controle climático automático, controle de suspensão e rodas de 19 polegadas. Uma quantidade quase infinita de opções estão disponíveis, e o carro pode ser ainda mais personalizado com as cores da pintura interior únicos e fornecidos por meio do programa Rolls-Royce – Comissão Bespoke.

As características de segurança incluem aibags frontais, traseiros e laterais em cortina em toda a extensão, além de sistemas de controle de tração e estabilidade. Um pacote opcional de Driver Assistant apresenta um sistema de aviso de saída da faixa, farol alto automático, um display head-up e uma câmera de visão noturna.

Por ser o modelo de menor oferta e de menor preço da Rolls-Royce, o Ghost compete com os mesmos gostos do Mercedes-Benz Classe S, Porsche Panamera, Maserati Quattroporte e até mesmo o carro em que ela é baseada – o BMW Série 7 .

 

Rolls-Royce Phantom Coupé Aviator Collection

A Rolls-Royce mostrou duas séries de modelos de edição especial no Salão do Automóvel de Paris 2012 . O primeiro grupo é o dos carros Art Decó. O segundo consiste em um carro, o Phantom Coupé Aviator Collection, uma edição limitada a apenas 35 modelos, apresentado pela primeira vez na Semana do Carro em Monterey no início deste ano.


A idéia vem do departamento Bespoke da Rolls-Royce. Eles foram inspirados por Charles Stewart Rolls e o hidroavião ganhador de prêmios o Supermarine S.6B, celebrando registros dos recordes mundiais de velocidade da Rolls-Royce  simultaneamente em terra, ar e na água. Possui um túnel de transmissão com acabamento em alumínio anodizado com fixações expostos torx e linhas SWAGE que ecoam as veias de resfriamento de óleo no lado da fuselagem S.6B.

Os carros da coleção Aviator mantém o mesmo motor 6,8-litros V12 do Phantom Coupé ’padrão’, que lança o peso de 2,5 tonelada do duas portas de 0-100 km/h em 5,8 seg.

Que tal a sensação de uma bela noite estrelada?

Os 33 carros da Rolls-Royce Phantom Coupe Aviator Collection já estão disponíveis para encomenda de clientes especiais.

A tradição, bom gosto e bom atendimento foram o padrão absoluto da nossa visita guiada no estande VIP da Rolls-Royce no Salão do Automóvel de Paris 2012. Thank you, Spirit of Ecstasy!

 

Sem comentários

Não há comentários. Seja o primeiro a comentar!